VTEX, a empresa visionária do Quadrante Mágico Gartner 2021

A metodologia utilizada pela VTEX para avaliar sua rede de parceiros, conhecida também como Quadrante VTEX, também é a forma como a plataforma de e-commerce é avaliada dentro do seu segmento.

Pelo segundo ano consecutivo, a VTEX foi nomeada como visionária dentro do seu mercado. Esse importante desempenho atesta o impulso global que a empresa alcançou em um ano histórico para a organização, já que somou três aquisições, um IPO e importantes resultados financeiros trimestrais.

Para nós, parceiros de longa data e também presentes no Quadrante VTEX de 2021, essa conquista valida a plataforma como um importante player no comércio online e mostra, mais uma vez, que estamos no caminho certo oferecendo suporte e evolução para nossos clientes dentro do ecossistema da maior plataforma de e-commerce da América Latina.

Quer saber mais como o Quadrante Mágico do Gartner funciona e o que representa estar presente entre as empresas mais visionárias do mercado? Fizemos um resumo para você ficar por dentro, continue a leitura e entenda!

Junte-se a nós
Receba conteúdos sobre marketing de performance, Plataforma Vtex e performance digital exclusivos e com prioridade

O que é o Quadrante Mágico Gartner?

A partir de uma representação gráfica, o Quadrante Mágico Gartner posiciona empresas do setor da tecnologia, coletando dados de um determinado período e divulgando todo ano uma relação dos 24 nomes mais relevantes do mercado.

A simplicidade da ferramenta é um dos motivos que a torna tão efetiva e popular. A formatação não tem muito segredo, sendo estruturada em um gráfico de dispersão com dois eixos para separar os nomes que serão analisados.

Como funciona?

Na horizontal, são analisadas a abrangência da visão da organização em relação ao setor tecnológico. Para isso, são utilizados 8 critérios:

  • Entendimento do mercado: habilidade da empresa de entender as necessidades do cliente e oferecer soluções adequadas;
  • Estratégia de marketing: eficiência dos esforços de comunicação da empresa, tanto offline quanto online;
  • Estratégia de vendas: as práticas adotadas pela empresa para desenvolver uma base de consumidores;
  • Estratégia de abordagem: as técnicas utilizadas pela empresa para possibilitar a distribuição e desenvolvimento de um produto;
  • Modelo de negócios: a eficácia e consistência da proposta do negócio para dominar uma parcela do mercado;
  • Estratégia de indústria: a habilidade do negócio em satisfazer as necessidades de nichos específicos do mercado;
  • Inovação: nível de investimento e expertise em soluções que possibilitem a criação de vantagens competitivas;
  • Estratégia geográfica: habilidade do negócio em satisfazer as necessidades de regiões geográficas importantes para o mercado.

No eixo vertical, é analisada a capacidade de execução dentro do proposto pela empresa. Nessa etapa, o Gartner segue os 7 critérios abaixo: 

  • Produtos e serviços: qualidade, funcionalidades e nível de diferenciação do mix de produtos e serviços oferecidos;
  • Viabilidade: relação entre os custos envolvidos nas operações e a sustentabilidade financeira apresentada pela empresa;
  • Vendas e precificação: habilidade da empresa para encontrar estratégias eficientes de venda, incluindo a eficácia da precificação;
  • Responsividade ao mercado: capacidade do negócio de se adaptar às diferentes situações apresentadas pelo mercado;
  • Execução de marketing: a qualidade, criatividade e efetividade da empresa em comunicar sua mensagem ao consumidor;
  • Experiência do consumidor: o nível de satisfação do consumidor em relação ao serviço oferecido pela marca;
  • Operações: a habilidade da empresa em atingir suas metas e objetivos.

Feito isso, é possível identificar a separação das empresas analisadas em 4 quadrantes: líderes, desafiantes, visionários e competidores de nicho

Por que ser considerada uma empresa Visionária é tão importante para a VTEX

Segundo o relatório 2021 Gartner® Magic Quadrant™ for Digital Commerce, estima-se que até 2023, “os preços das plataformas de comércio digital B2C serão 30% menores do que em 2019, devido às características de comoditização e implementações ‘headless’“. 

Com uma visão inovadora, a VTEX já atua com base em microsserviços, API-first, na nuvem e headless há quase 10 anos. Assim, a empresa considera-se apta para prosperar nesse cenário futuro, já que o investimento em inovação tem sido constante.

Outra forte característica da empresa destacada no Relatório é a crescente base de clientes na América do Norte e EMEA, com o sólido compromisso de fornecer soluções de comércio digital para empresas e varejistas como Carrefour, AB InBev, Whirlpool, SONY, Unilever, CAE, Payless e Under Armour, 

Outros pontos fortes da plataforma foram apontados dentro do estudo, como:

  • Investimento e funcionalidade do produto;
  • Ecossistema;
  • Tecnologia da plataforma.

Nesta edição do relatório, foram analisados 17 fornecedores de plataformas de comércio digital, destacando a VTEX em todos os critérios, principalmente em Abrangência da Visão e Capacidade de Execução.

Estar presente entre as primeiras posições é, sem dúvidas, uma grande nomeação para qualquer empresa, gerando muita credibilidade para o negócio. Para saber outras informações sobre a VTEX, funcionalidades de comércio e marketplace, entre em contato com a nossa equipe e saiba como contar com todas essas características no seu e-commerce.

Clique aqui e fale com a nossa equipe especializada em tecnologia!

    Por Felipe Trudes

    Novos negócios