Remarketing: o que é e quais os seus benefícios? - we.digi

Sabe quando você pesquisa sobre um produto e, em seguida, não para mais de ver anúncios sobre ele em diversos sites? Não é mágica, muito menos coincidência. O nome disso é remarketing, já ouviu falar?

O remarketing é uma técnica usada em estratégias de mídia digital que exibe anúncios para públicos segmentados e que tiveram contato com sua marca pelo seu site ou outras mídias digitais.

Para que essa estratégia seja ativada, é preciso segmentar os usuários que acessaram sua página inserindo o código de rastreio do Google Ads no seu site ou usando plugins do Facebook Ads. Assim, será possível mapear a sua audiência e determinar em que momento os anúncios irão aparecer para ela.

A união do público certo + momento certo + produto certo é por si só um dos motivos que fazem do remarketing uma estratégia extremamente poderosa para a sua conversão final. 

Quer entender mais como ela funciona e quais as vantagens de utilizá-la para a sua marca? Continue a leitura e tire todas as sua dúvidas.

Junte-se a nós
Receba conteúdos sobre marketing de performance, Plataforma Vtex e performance digital exclusivos e com prioridade

Remarketing: o que é?

Assim como falamos no começo deste artigo, o remarketing é uma estratégia digital usada em campanhas de performance para divulgar anúncios para uma audiência interessada no seu produto ou serviço. Ao contrário de uma campanha de search, os anúncios não aparecem apenas quando a busca é feita, mas sim após a visita na página do produto, aparecendo com mais frequência em sites parceiros mesmo quando você não está buscando por ele.

Talvez você esteja pensando: remarketing e retargeting são as mesmas coisas? Podemos dizer que praticamente sim. A única diferença entre eles é que o remarketing é a técnica usada dentro da ferramenta do Google Ads e, quando é feita por outras ferramentas concorrentes a chamamos de retargeting.

Qual a utilidade do remarketing?

O principal objetivo em usar o remarketing é aumentar a conversão de clientes. Ou seja, fazer com que os visitantes do seu site comprem seu produto de fato.

Você pode estar se perguntando: mas esse não é o objetivo da maioria das ações feitas no marketing digital? A resposta é “sim”, porém, como se sabe, a imensa maioria das pessoas não compra um produto quando tem apenas 1 contato com ele. É preciso que essa exposição seja ampliada, e é aí que o remarketing mostra para o que veio.

De acordo com um estudo feito pelo Google Ads, 97% dos visitantes de um site não compram quando visitam um site pela primeira vez. E engana-se quem pensa que isso só acontece com vendas de produtos. Quando comparamos os dados sobre pedidos de orçamento, vendas complexas ou até mesmo com a finalização de compra no carrinho, essa porcentagem sobe ainda mais, chegando perto dos 99%.

E sabe porque isso acontece? Porque, assim como você já sabe, não faltam opções na internet para o usuário escolher onde ele quer comprar. Resumindo, a concorrência online — caso você ainda não tenha percebido — é tão bruta quanto na vida offline.

Afinal, como funciona o remarketing?

O remarketing funciona de uma maneira bem simples e didática e, para exemplificar melhor como tudo acontece, nada melhor que usar o próprio Google Ads como modelo. Vamos lá!

Imagine que você está fazendo uma pesquisa no Google sobre tênis de corrida e clica em um anúncio pago (aquele que aparece no topo das páginas de resultados).

A partir do momento que você entra no site do anúncio pago, um cookie automaticamente é armazenado em seu computador. Isso faz com que o Google identifique suas intenções de compra e te apresente os melhores anúncios deste site ou de outras promoções deste mesmo produto.

Pronto. A partir disso, o remarketing começa a entrar em ação e diversos banners de diversos produtos referentes à sua pesquisa começam a aparecer para você com mais frequência.

Normalmente, a exibição dos anúncios de remarketing duram em média 25 a 35 dias, mas tudo vai depender das suas intenções enquanto anunciante e das intenções de compra do seu público.

Remarketing nas redes sociais

Não é só no Google Ads que você pode fazer uma boa campanha de remarketing. Ela também é muito efetiva em redes sociais como Facebook e Instagram, onde os anúncios aparecem dentro das próprias plataformas, tanto no feed de notícias quanto na barra lateral e stories.

O retargeting no Instagram está sendo tão utilizado, que dificilmente você não esbarrará com um banner de uma empresa, caso visite alguma página ou vire seguidor da marca.

Seja no Google Ads ou nas redes sociais, o remarketing (ou retargeting) é uma estratégia altamente efetiva. E para finalizar esse artigo, veja alguns números que comprovam o sucesso desse tipo de ação:

  • 60% dos usuários dizem notar os anúncios de remarketing
  • Somente 11% dos usuários avaliam negativamente os anúncios da ferramenta
  • Os anúncios de remarketing podem aumentar em 400% as respostas dos usuários
Clique aqui e solicite um diagnóstico gratuito!

A we.digi é uma consultoria digital especialista em performance, com resultados sólidos e processos descomplicados. Se você quer saber mais sobre remarketing e quer que colocar tudo isso em prática, entre em contato com a nossa equipe e potencialize os seus resultados, sem complicações!

Veja mais: ​Marketing Digital​ – ​CRO O que é​ – ​Ecommerce

    Por Fabio Costa

    Head de Mídia
    Pai de um casal pimentinha
    Apaixonado por filmes e Copa do Mundo