Migração de e-commerce: Como mudar de plataforma com segurança
migração de ecommerce

Quem trabalha com loja online, sabe: muitas vezes, a plataforma pode ser o maior limitador do negócio. Quando isso acontece, considerar a migração de e-commerce é a decisão mais sábia a se tomar.

Porém, trocar de plataforma com a operação a todo vapor não é tarefa simples e, por isso, para que não haja ruídos no processo, é fundamental redobrar a atenção em alguns pontos. 

Seja por escalabilidade do negócio ou por limitação da ferramenta, migrar, na maioria das vezes, representa algo positivo, já que o seu negócio está prestes a receber uma nova assistência para dar novos passos e sustentar esse crescimento por mais tempo.

Mas não tem como negar, se o processo de migração não for feito com cuidado, atenção e uma boa dose de experiência, há grandes chances do resultado não sair como o esperado e colocar a loja toda em risco. Por isso, separamos 10 dicas de ouro para te ajudar na migração do seu e-commerce e fazer essa mudança de maneira segura. Confira!

Junte-se a nós
Receba conteúdos sobre marketing de performance, Plataforma Vtex e performance digital exclusivos e com prioridade

10 dicas para fazer uma migração de e-commerce em segurança

A primeira dica já começa antes mesmo de abrir a lista. Até porque, a migração de e-commerce é assunto sério. Por isso, a primeira coisa a ser feita é contar com uma equipe (interna ou externa) capacitada e preparada para assumir todas as responsabilidades da troca de plataforma. 

Você pode optar por contratar um time próprio para essa tarefa, ou então, contar com prestadores de serviço especializados nessa função, como é o caso de agências com foco em e-commerce.

Independente da configuração da equipe que irá seguir com a mudança de plataforma do seu e-commerce, é importante que você saiba o que precisa ser feito e quais cuidados merecem atenção redobrada. Veja a seguir o que deve estar no seu radar:

Mapeie a sua loja por completo

Depois de decidir trocar de plataforma do seu e-commerce, é preciso mapear todo o site, detalhar o funcionamento e identificar em que pé sua loja se encontra. Faça uma varredura e salve todas as mídias, dados e outros arquivos que não podem ficar de fora da nova estrutura. Esse mapeamento é fundamental para ter um ponto de partida parametrizado do seu negócio.

Avalie as condições do novo layout

A migração é um bom momento de atualizar o layout da sua loja. Porém, na hora de escolher o novo visual do e-commerce, é importante checar se a opção garante uma boa experiência de navegação, se as páginas são responsivas e se influenciam no desempenho de carregamento. Lembre-se: um visual bonito não deve ser mais importante que a performance do seu e-commerce.

Nunca se esqueça do SEO

A migração de e-commerce mexe com toda a estrutura do site, desde conteúdo a indexação das páginas. Com isso, aproveite a mudança e reveja como está a estruturação das URLs, sitemaps e suas indexações no Search Console, a canonização das categorias, os metadados de produtos e a qualidade e direcionamento dos backlinks. O SEO para e-commerce é um assunto amplo e merece atenção, porém, com essas ações iniciais é possível seguir com a migração evitando grandes perdas de posição nos sites de busca.

Organize as categorias

As categorias de e-commerce são extremamente importantes para organizar o site e facilitar a navegação dos usuários. Durante a migração, é preciso que as categorias estejam organizadas de maneira lógica, seguindo o fluxo correto do site, agrupando os produtos em nichos e subcategorias que permitam que a navegação seja otimizada e as URLs sejam lidas com facilidade pelos motores de busca.

Migração dos usuários

Imagine que com a mudança de plataforma, todos os seus clientes vão precisar se cadastrar novamente. Solicitar um novo cadastro para cada um seria inviável. Por isso, a solução é baixar uma relação de todos os usuários cadastrados, o histórico de compra e, se possível, os dados de segurança para que tudo seja migrado para a nova plataforma. Tenha em mente que essa é uma etapa delicada e exige medidas seguras para tratar os dados de terceiros.

>>> CONHEÇA O CASE DE SUCESSO EM MIGRAÇÃO DE E-COMMERCE DA WE.DIGI COM A URBAN ARTS

Sincronize as integrações

Todo e-commerce tem suas integrações chave que garantem a funcionalidade de diferentes recursos, seja para a experiência do usuário ou para a gestão da loja, como gateways de pagamento, ERPs, CRMs, entre outros. Em uma migração de e-commerce é importante que todas essas integrações sejam novamente implementadas e sincronizadas para que não haja perda de informações e tudo funcione como o esperado na nova plataforma.

Não esqueça do backup

Por maior e mais completo que seja o planejamento da migração, em hipótese alguma o backup da loja atual deve ser desconsiderado. Imprevistos acontecem e somente um backup pode recuperar as informações de antes do início da migração, caso alguma falha aconteça durante o processo. Veja a seguir os backups essenciais antes de migrar de plataforma:

  • Dados de vendas;
  • Cadastros de produtos e preços;
  • Textos de descrição de produtos;
  • Lista de clientes cadastrados;
  • Conteúdos de blog;
  • Imagens e logotipos.

Teste, teste e teste

Quando tudo estiver estruturado para ativar a migração, sua loja irá para um servidor de homologação, chamado também de ambiente de teste. Esse é o momento de fazer uma força tarefa com a equipe e testar absolutamente todos os recursos do seu e-commerce, pensando também na usabilidade do usuário. Teste o máximo que puder e mapeie todos os erros, dificuldades de navegação ou qualquer outro ponto que mereça revisão. A hora de afinar o seu e-commerce na nova plataforma é agora.

Evite períodos de maior tráfego

A migração da plataforma de e-commerce é uma tarefa complexa e delicada que pode impactar no desempenho da loja durante o período de mudança. Por isso, evite fazer a transição em períodos de alto tráfego, como em datas sazonais ou eventos importantes para o comércio, como Natal e Black Friday. O objetivo da migração é sustentar o aumento das vendas e não atrapalhar que elas aconteçam.

Garanta um bom suporte

Já falamos disso no começo do texto, mas vale reforçar. Migrar um e-commerce não é tarefa para amadores, por isso, não tente mudar de plataforma sozinho sem o auxílio de uma equipe especializada nisso. A migração faz parte do amadurecimento do seu negócio e, por isso, garantir que sua loja tenha um bom suporte em qualquer situação que possa prejudicar seu desempenho é primordial. 

A we.digi é uma das agências parceiras presente no quadrante da VTEX, ou seja, é certificada pela maior plataforma de e-commerce da América Latina para auxiliar e-commerces de todos os portes em um processo de migração e suporte. Quer tirar suas dúvidas sobre migração com a nossa equipe técnica? Clique aqui e solicite um contato

Clique aqui e fale com a nossa equipe especializada em tecnologia!


    Por Felipe Trudes

    Novos negócios