Como divulgar sua marca em uma estratégia com influenciadores

Hoje em dia, quase todas as pessoas que usam internet já ouviram falar dos influenciadores. É comum vermos pessoas (que um dia já foram anônimas) serem tratadas como celebridades reais, compartilhando opiniões, expondo suas vidas e até mesmo virando garoto ou garota-propaganda de algumas marcas.

Mas o que é um influenciador?

Influenciador é uma pessoa capaz de influenciar o comportamento, opinião e consumo de outras pessoas. Antigamente, era possível ser um influenciador entre amigos, no seu bairro e lugares acessíveis de modo offline. Hoje em dia, com a internet, todos podem ser influenciadores em uma certa escala: é possível influenciar pessoas num grupo pequeno (micro influenciadores ou influenciadores de nicho) ou então se tornar um influenciador super famoso e conhecido no país inteiro (ou até mesmo internacionalmente)!

É o famoso boca-a-boca, mas que agora foi potencializado pelo poder da internet.

Influência? Como assim?

A influência é uma consequência de um trabalho de produção de conteúdo que atrai e mantém um grupo interessado e inspirado pelo conteúdo que é criado. Uma pessoa que consegue cativar um público fiel que assiste aos seus vídeos, lê seus textos e curte suas fotos.

Isso cria uma base de confiança, pois um influenciador é, teoricamente, uma "pessoa normal”, e não uma celebridade contratada para fazer propaganda de um produto que nunca irá usar. Quando o influenciador tem um trabalho sério e sólido, seu público acredita e confia nas indicações dele.

Isso abre uma oportunidade enorme para as marcas criarem campanhas de comunicação e tentarem traçar uma estratégia com influenciadores para ser utilizada ao invés do marketing tradicional.

Existem basicamente 3 formas de usar o trabalho de influenciadores a favor de uma marca:

  • Awareness: para isso, é preciso um grande alcance, e o recomendado é usar influenciadores de grande alcance.
  • Brand perception: uma ação desse tipo irá ajudar a posicionar sua marca e seu produto, além de transmitir os valores da marca para o público. Criadores de conteúdo menores funcionam melhor nesse caso para poder criar um conteúdo mais rico e assertivo, pois são vistos como autoridade dentro do assunto que abordam e são muito influentes dentro do universo em que trabalham.
  • Conversão: é possível usar um digital influencer para vender, gerar leads, etc. Podem ser usados todos os tamanhos de influenciadores, pois essa escolha depende da estratégia, orçamento e objetivos que a marca quer alcançar nessa campanha.

Você quer se conectar e traçar uma estratégia com influenciadores?

Ações costumam ter mais sucesso quando as marcas dão liberdade para o influenciador criar sem muitas amarras, desenvolvendo uma co-criação, para que a produção de conteúdo seja na linguagem e estilo do influenciador e seu público, e não engessado pela marca numa comunicação padrão que era feita antigamente.

Como medir resultados numa ação com influenciadores digitais?

Até mesmo o marketing offline nunca deu 100% de certeza em resultados de campanhas, por isso, não é possível exigir 100% de certeza de resultados no online também.

Porém, a grande vantagem é que através do marketing online é possível reunir o maior número de dados disponíveis possível para calcular ROI, métricas e resultados das ações, guiando sua marca com muito mais segurança e garantia de uma boa medição de resultados.

Mas, de novo, é preciso lembrar que não é 100% e que métricas e KPIs devem ser definidos particularmente para cada campanha. Sim, é um modo de trabalhar marketing relativamente novo, e todas as marcas que já fazem isso também estão em uma fase de eterna experimentação.

Como escolher o influenciador certo para sua campanha?

É preciso ter os objetivos claros, como quais métricas você quer acompanhar, qual o orçamento para a ação, qual é exatamente o público-alvo que você quer atingir (e estudar seus hábitos, palavras-chaves que ele usa, quem é a pessoa que influencia esse público, etc), definir as redes sociais onde você irá ter mais impacto com a ação.

Ou seja: é preciso muito estudo prévio antes de desenvolver uma estratégia com influenciadores digitais. Só então deverá ser pesquisado qual é o influenciador que será usado para a campanha, e não o contrário.

É muito importante existir uma identificação da marca com o estilo de vida e o que o influenciador representa, para que a campanha não soe falsa, como ocorre com muitas campanhas de marketing tradicional feitas com atores.

Conseguiu perceber? Não são apenas números de seguidores que contam pontos na hora de escolher um influenciador.

Para uma marca que nunca trabalhou com influenciadores digitais, pode parecer um pouco assustador deixar a imagem do seu negócio nas mãos de um "simples YouTuber” ou blogueiro. Para conseguir criar uma estratégia com influenciadores sólida, é preciso muito erro e acerto, mas existem alguns passos que podem ser seguidos para garantir que a campanha terá boas bases:

  1. Definir objetivos claros para a campanha;
  2. Definir objetivos mensuráveis, métricas e KPIs;
  3. Definir o orçamento;
  4. Definir o público-alvo e estudá-lo profundamente;
  5. Definir as redes sociais onde sua marca vai trabalhar;
  6. Mapear o influenciador;
  7. Estudar profundamente o influenciador, conhecer as ações que já fez no passado, com quais marcas trabalhou, que conteúdo cria, em qual contexto, etc. Tudo o que for possível para obter o maior número de informações para confirmar que você escolheu o influenciador adequado para sua marca;
  8. Definir o cronograma da campanha e do influenciador (por exemplo: qual será a narrativa e a história a ser contada pela ação?);
  9. Preparar um briefing bem detalhado e profundo. Não basta mandar um release para o influenciador, ele precisa conhecer os valores da marca, o que pode e não pode fazer, onde a marca quer chegar, etc;
  10. Negociar contratos (e tentar não ser muito amarrado nem burocrático para que o influenciador tenha liberdade criativa);
  11. Começar a produção e acompanhar o conteúdo, direcionando o influenciador;
  12. Publicar a campanha;
  13. Amplificar e otimizar (com ajuda de campanhas de Google Adwords, Facebook Ads, etc);
  14. Analisar e mensurar resultados (não fazer isso apenas no final, para poder dar direcionamento ao longo da campanha);
  15. Retroalimentar tanto a própria campanha como a base de dados da marca, que pode conseguir muita informação importante com os resultados da campanha feita.

Ou seja: uma campanha com influenciadores digitais não é tão simples quanto parece, mas tem um grande potencial para sua marca. Converse com a We.Digi e estude traçar uma estratégia com influenciadores!

Compartilhe essa página

Deixe seu comentário